Massagem Abhyanga

Abhyanga significa, em sânscrito, untar, friccionar com óleo. Abhyanga pode ser aplicado pela própria pessoa como automassagem, por um praticante ou, sincronicamente, por dois ou mais praticantes. A ênfase está mais em nutrir a pele.

O óleo ao penetrar a pele nutre os tecidos ( dhatus ) e as toxinas são liberadas. A vantagem principal do uso de óleos medicamentosos na massagem ayuvédica é que suas propriedades curativas são absorvidas no sistema através da pele , em alguns minutos.

A massagem ayurvédica aumenta a circulação dos fluidos vitais e as trocas a nível celular. Experimentos científicos vêm provando que mais sangue circula nos tecidos durante e após fricção e massagem. Também ficou demonstrado que há um aumento de células vermelhas após a massagem. Da mesma forma, a circulação linfática também aumenta. Os resíduos e toxinas, tais como ácido lático nos músculos, são removidos, tornando-os relaxados.

Em Ayurveda a massagem é recomendada como prática diária. Assim como seguimos rotina de comer, dormir e se exercitar, deve-se receber massagem para ajudar a descarregar as toxinas do corpo.

Em Ayurveda acredita-se que dores são causadas pela obstrução do fluxo da energia vital pelos canais siras. Na massagem calor é gerado pela fricção que faz com que os ares do corpo ( vayu ) se expandam e se movam. A circulação desse vayu pelos siras alivia as dores e tensões.

Abhyanga promove uma respiração mais profunda e natural. Nutre os 7 dhatus ( tecidos ) e equilibra os três doshas ( humores ). Feita regularmente relaxa músculos, nervos, juntas. Atua diretamente nos sistemas linfático, sanguíneo e nervoso estimulando também o sistema digestivo. Aumenta a imunidade, melhora a digestão e leva a um sono mais profundo e tranquilo. Remove o stress e tensão dando mais vigor e vitalidade, ajudando assim no processo de rejuvenescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *